1. Existe um modelo específico? Não temos um padrão ou modelo específico que seja obrigatório para a carta de aceite, sendo de total preferência do candidato.

  2. Quem deve escrever a carta? A escolha de quem deve escrevê-la fica a critério do candidato - pode ser um professor, um chefe ou ex-chefe do trabalho, etc. Recomendamos que seja alguém próximo do candidato.

  3. Quais são os critérios avaliados na carta? Os únicos critérios válidos para a análise da carta de recomendação são o seu conteúdo e o nível de conhecimento que o recomendador tem sobre o candidato.

  4. Até quando a carta pode ser entregue à Fundação Estudar? A preferência é que seja entregue o quanto antes. O prazo limite é até a etapa de “Painel com ex-bolsistas”.

  5. A carta deve ser redigida em português? A carta pode ser redigida somente em português ou inglês.

  6. Quantas cartas posso enviar? Você poderá nos enviar somente uma carta de recomendação.


Ah, não deixe de ler o regulamento antes de se inscrever. Lá você encontra todas as informações sobre regras e restrições do programa - é de extrema importância que o candidato esteja ciente das mesmas.